A Guarda Nacional Republicana (GNR) encontrou na madrugada deste sábado, à deriva, no rio Guadiana, vários fardos de haxixe.

No âmbito de uma ação de patrulhamento, o subdestacamento de controlo costeiro da GNR detetou no rio Guadiana, junto à Foz de Odeleite, no Algarve, diversos fardos que se pensa serem de haxixe, disse a mesma fonte.

O controlo costeiro da GNR já recuperou cerca de 1.500 quilogramas de haxixe do rio Guadiana, na zona perto da ribeira de Odeleite, que começaram a aparecer à deriva na sexta-feira à noite, segundo o capitão Bruno Cordeiro.

Bruno Cordeiro, comandante do destacamento de controlo costeiro da GNR de Olhão, explicou à Agência Lusa que «as operações ainda estão em curso» e durante a manhã deste sábado já foram «recuperados mais oito fardos» de droga, com «um peso aproximado de 30 quilogramas cada».

Esta droga veio juntar-se aos cerca de 1.200 quilogramas que tinham sido apreendidos durante a noite e madrugada, num total de 40 fardos, acrescentou.

«A droga foi encontrada à deriva numa extensão de três a quatro milhas e deve estar relacionada com um outro facto ocorrido em Espanha, no qual a Guarda Civil espanhola apreendeu um semirrígido com dois motores de 250 cavalos cada, intercetada 10 milhas a norte da ponte internacional do Guadiana, sem ocupante ou droga, ainda na noite de quinta para sexta-feira», precisou a mesma fonte.

A GNR continua a bater a área e tem estado a proceder à recolha da carga, com ajuda de meios terrestres e navais.

Os fardos foram encontrados à deriva, não tendo sido feita até ao momento qualquer detenção.