Um taxista de 46 anos apresentou queixa na PSP de Viana do Castelo por agressão cometida por um casal que recusou pagar o serviço de transporte, disse à agência Lusa o segundo comandante daquela força policial.

De acordo com Raul Curva, o caso ocorreu na madrugada de domingo, cerca das 04:00, em pleno centro da cidade, sendo que a queixa foi formalizada na madrugada de segunda-feira.

O casal que solicitou o transporte não quis pagar o serviço e o taxista fez uma tentativa para receber o valor em causa quando foi agredido", explicou Raul Curva, adiantando que o caso está agora a ser investigado.

Contactado pela Lusa, o proprietário da empresa de táxis, Filipe Fernandes adiantou que o caso ocorreu na freguesia da Meadela, "quando um casal recusou pagar o serviço de transporte, tentou roubar o taxista, acabando por o agredir e danificar o carro da empresa".

Tentaram roubar o meu funcionário, agrediram-no e pontapearam o carro deixando a viatura bastante danificada", explicou Filipe Fernandes.

O empresário adiantou que "o funcionário, há dois anos na empresa, teve que receber tratamento hospital por ter a cana do nariz partida".

Filipe Fernandes adiantou que este caso foi "o mais grave" registado na sua empresa, apesar de "serem frequentes as tentativas de assalto e agressão" a taxistas em Viana do Castelo.