O Conselho de Ministros aprovou esta quinta-feira a realização de despesa com o ensino profissional num valor superior a 28 milhões de euros para o período entre 2016-2019, quase mais dois milhões de euros do que no triénio anterior.

“Foi autorizada a realização de despesa relativa aos apoios decorrentes da celebração de contratos-programa no âmbito do ensino profissional para o ciclo de formação 2016-2019 até ao montante global de 28.119.948 euros”, lê-se no comunicado da reunião do Conselho de Ministros.

O valor aprovado esta quinta-feira representa um aumento das verbas para o ensino profissional de quase dois milhões de euros: para o ciclo de formação 2015-2018 foram aprovados 26.268.390,30 euros.

“Esta aprovação vem permitir reforçar a oferta formativa e valorizar o ensino profissional, de modo a cumprir os compromissos e metas assumidos junto da União Europeia e no Programa Nacional de Reformas de ter 50% dos alunos do ensino secundário a frequentar cursos profissionais em 2020.