O Metropolitano de Lisboa vai operar com menor frequência nas linhas Azul, Amarela e Verde a partir de segunda-feira e até 17 de setembro, devido à entrada em vigor dos horários de verão, anunciou a empresa.

A redução do serviço prestado nas linhas Azul (Santa Apolónia – Reboleira), Amarela (Rato – Odivelas) e Verde (Cais do Sodré – Telheiras) do Metropolitano de Lisboa é justificada pela “redução normal da procura do serviço de transporte, em consequência do período de férias que agora se inicia”.

Só os horários da linha Vermelha (S. Sebastião – Aeroporto) não irão sofrer qualquer alteração durante o período de verão.

Apesar da entrada em vigor dos horários de verão, os horários de abertura e de encerramento do Metro de Lisboa vão manter-se inalterados em todas as linhas, continuando a funcionar a partir das 06:30 até à 1:00.

Maior intervalo entre comboios

De acordo com os horários de verão, a maior frequência na linha Azul (cinco minutos e 45 segundos entre comboios) vai registar-se nas horas de ponta dos dias úteis, entre as 7:30 e as 9:30 e entre as 16:30 e as 19:00.

Na linha Amarela, os comboios só vão realizar mais viagens (com uma frequência de cinco minutos e cinco segundos) no período da manhã, entre as 7:20 e as 9:30, dos dias úteis.

Já na linha Verde, o serviço vai ser prestado com maior frequência (média de cinco minutos) entre as 07:30 e as 10:00 e entre as 16:00 e as 20:00 dos dias úteis.

Aos fins de semana e feriados, a frequência média nas linhas Azul, Amarela e Verde vai ser de oito minutos.

À semelhança do que já acontece em horário normal, aos dias úteis, bem como fins de semana e feriados, no período noturno, as linhas Azul (a partir das 21:30), Amarela e Vermelha (ambas a partir das 20:30) funcionam apenas com três carruagens, reduzindo para metade a capacidade de passageiros que os comboios podem transportar por viagem.

A linha Verde não é afetada, uma vez que opera sempre com três carruagens.

Os horários de verão do Metropolitano de Lisboa vão manter-se em vigor até 17 de setembro.