Há pessoas a aproveitarem-se da tragédia que se abateu sobre Pedrógão Grande, onde morreram 64 pessoas no incêndio do último sábado. Está a passar-se uma vaga de assaltos e, também, de informações falsas sobre donativos para ajudar a população. 

Os alertas vêm da Associação Humanitária de Bombeiros Voluntários e, também, da Santa Casa de Pedrógão Grande, depois de ontem a Segurança Social ter advertido que há casos de falsos técnicos.  

A vaga de assaltos está a registar-se nas aldeias evacuadas. Ao mesmo tempo, os Bombeiros pedem a atenção para o surgimento de falsos técnicos de apoio.

Quero lançar um alerta para a nossa população por causa de duas situações que estão a acontecer: uma delas foi inicial, em que as pessoas foram retiradas das suas aldeias e houve grupos que sabiam que as aldeias tinham sido evacuadas e assaltaram essas casas”

Veja também:

O presidente da Associação Humanitária de Bombeiros Voluntários de Pedrógão Grande, Carlos David, indicou também que há "contas falsas na internet de ‘Os amigos de Pedrógão’ e de ‘Os unidos de Pedrógão’”. “Isso é tudo vigarice, isso é tudo falso”.

Já a Santa Casa da Misericórdia de Pedrógão Grandeu usou o Facebook para advertir sobre “informações falsas” que estão a circular relativas a donativos monetários e à doação de bens, sugerindo que quem quiser ajudar contacte diretamente a instituição.

Uma vez que estão a circular informações falsas acerca da nossa disponibilidade para aceitar bens e voluntários, vimos por este meio esclarecer que a Santa Casa da Misericórdia de Pedrógão Grande continua a aceitar toda a ajuda possível"

O que está a acontecer é que “pessoas fazendo-se passar por funcionários da instituição, aceitando bens, bens esses que não” estão a chegar à Santa Casa.

Quem quiser ajudar deve entregar os bens a “colaboradoras devidamente identificadas”, isto é, com farda ou que circulam na carrinha desta entidade.

Atenção que estão também circular alguns NIB "falsos para donativos monetários com destino à Santa Casa”. O melhor mesmo é entrar em contacto direto com os serviços.