O Conselho de Reitores das Universidades Portuguesas (CRUP) reuniu-se esta segunda-feira, em plenário, na Universidade da Madeira (UMa), onde se manifestou preocupado com o atraso no pagamento da dotação adicional de Orçamento do Estado de 2017 relativamente ao compromisso com a ciência e o conhecimento.

Em comunicado, o CRUP explica que as verbas referentes ao “Contrato entre o Governo e as Universidades Públicas Portuguesas no Âmbito do Compromisso com a Ciência e o Conhecimento”, foi assinado em julho de 2016, num montante de 5,9 milhões de euros, já foi “desbloqueado” pelo Ministério da Ciência, Tecnologia, e Ensino Superior, mas que o pagamento "tem vindo a ser sucessivamente adiado".

Quanto ao Orçamento de Estado de 2018, o CRUP diz que é "essencial que o mesmo inclua dotações adequadas para suportar o conjunto de medidas anunciadas sobre o reforço do emprego científico e da ação social escolar" bem como de "outros encargos resultantes de alterações legislativas".

O CRUP afirma o compromisso com o contrato e recusa-se a aceitar "a ideia de que o Governo não o irá cumprir". Para este organismo o não cumprimento deste acordo "consubstanciaria uma quebra da confiança entre as Universidades e o Governo que o referido Contrato veio criar, abrindo uma crise institucional no setor".