Morreu Maria Barroso. A antiga primeira-dama e mulher de Mário Soares faleceu aos 90 anos, vítima de uma hemorragia intracraniana, depois de ter caído em casa dia 26 de junho, estando desde então em coma profundo.

A mulher do ex-Presidente da República foi internada na madrugada do dia 26 de junho, no HCV, na sequência de uma queda, estando desde então em coma profundo. 

Leia aqui o seu perfil:  90 anos de uma vida preenchida

O velório acontece esta terça-feira, a partir das 18:00, no Colégio Moderno em Lisboa, e o funeral realiza-se amanhã, quarta-feira, com missa de corpo presente na Igreja do Campo Grande, a partir das 10:00, seguindo-se o cortejo fúnebre para o Cemitério dos Prazeres.



 

Através de um comunicado a família informa que “não é permitida a recolha de quaisquer imagens no interior das instalações do Colégio Moderno durante o período em que o corpo de Maria de Jesus Simões Barroso Soares aí permanecer em câmara ardente”.


No mesmo documento, os familiares mostram reconhecimento pelas manifestações de solidariedade que têm recebido e agradecem a dedicação da equipa médica do Hospital da Cruz Vermelha pela “disponibilidade e profissionalismo” com que trataram Maria Barroso desde que deu entrada naquela unidade, a 26 de junho passado, na sequência de uma queda, que lhe provocou um traumatismo intracraniano.

A família agradece ainda à Comunicação Social “a compreensão que tem revelado” ao longo dos últimos dias e pede respeito pela dor que está a passar.

Maria Barroso foi fundadora do PS e casada com o ex-Presidente da República, Mário Soares. Morreu hoje durante a madrugada, aos 90 anos, no Hospital da Cruz Vermelha, em Lisboa, onde se encontrava internada.
 

Leia também:


Maria Barroso é "daquelas pessoas que não morrem"
PCP destaca Maria Barroso pela sua luta em nome da liberdade
“Maria Barroso era uma personalidade impar"
"Tanto se dava com o papa como com a pessoa mais humilde da paróquia"
Primeiro-ministro recorda "vida ímpar" de Maria Barroso​
Maria Barroso: “Uma lutadora pela liberdade e democracia”​


Maria Barroso, 90 anos, casou-se com Mário Soares em 1949, de quem tem dois filhos, João e Isabel. Atriz, foi uma das fundadoras do Partido Socialista, liderado por Mário Soares, em Badem Munstereifel, na Alemanha, em 1973. 



Um dos seus últimos cargos públicos foi a presidência da Cruz Vermelha Portuguesa, tendo também dirigido a associação Pro Dignitate, que ajudou a fundar. 

Diplomou-se em Arte Dramática, na escola de Teatro do Conservatório Nacional, e licenciou-se depois em Ciências Histórico-Filosóficas, na Faculdade de Letras de Lisboa, onde conheceu Mário Soares.

“Pena que a homenagem seja em morte e não em vida”, afirmou hoje Leonor Xavier, responsável pela biografia de Maria Barroso. Escritora assume " saudades e ternura".
 

Leia também:


PS de luto: País "perdeu mulher extraordinária"
Maria Barroso, 90 anos de uma vida preenchida