O secretário de Estado do Ensino Superior, José Ferreira Gomes, anunciou que, dentro de semanas, será proposta a criação de ciclos curtos no Ensino Superior, cursos de menor duração.

O Governo tenciona, assim, conseguir aumentar o número de diplomados em Portugal e atingir as metas da União Europeia, de 40 por cento.

Numa discussão em que foi questionado sobre o futuro dos institutos politécnicos e a rede de Ensino Superior, o governante defendeu uma reforma «em função das necessidades reais».

«É também uma forma de o Ensino Superior estar mais próximo das populações», declarou no plenário da Assembleia da República, onde se discute o orçamento para o setor em 2014.

«Vamos fazer isto sem ter mais dinheiro público, este é o desafio e pensamos e isto é possível», defendeu.