logotipo tvi24

Juiz criticado por mandar pagar 69 euros por tradução

Acórdão divulgado na página de internet do tribunal de recurso do Porto

Por: tvi24 / CLC    |   2012-05-06 16:10

A Relação do Porto lembrou a um juiz de Matosinhos que está a gerir dinheiros públicos sempre que determina pagamentos de serviços ao tribunal, pelo que não pode encarar a tabela oficial como meramente indicativa.

O último acórdão divulgado na página de internet do tribunal de recurso do Porto refere que um juiz, ao fixar qualquer remuneração no âmbito de um processo judicial, «está a gerir dinheiros públicos, sujeito aos critérios que o legislador entendeu por bem fixar».

Não lhe compete, por isso, «derrogar tais critérios e fixar uma remuneração como se aqueles não existissem», acrescentam os desembargadores.

Em causa estão os 69 euros que um magistrado de Matosinhos mandou pagar por uma tradução de três páginas, ao arrepio do determinado no artigo 17.º, número 2, do Regulamento das Custas Processuais.

Tal regulamento fixa o pagamento das traduções a 1/15 avos de uma unidade de conta por página, pelo que o juiz só poderia autorizar a liquidação de 20 euros e 40 cêntimos, entendeu o Ministério Público, numa tese que o tribunal de recurso acolheu.

Partilhar
EM BAIXO: Justiça
Justiça

Veja as capas dos jornais de hoje
Revista de imprensa desta quarta-feira, 16 de abril
Veja a combinação vencedora do Euromilhões
Na próxima sexta-feira há «jackpot» de 50 milhões de euros
Qualidade do ar afetada esta quarta-feira
Massa de ar proveniente do norte de África pode afetar a qualidade do ar em Portugal Continental
EM MANCHETE
Corte não será tão grande como a CES
Em entrevista, Passos Coelho pouco revela sobre medidas futuras, mas admite aliviar cortes em 2016. PM não promete baixar IRS e recusa ser responsável pelo aumento da pobreza
«Primeiro-ministro fugiu a dar respostas concretas»
«Se agora conseguem poupar, por que foram ao osso?»