A revista Forbes elegeu 12 motivos para se gostar ainda mais da capital portuguesa. Lisboa está na moda pela segurança, cultura, história, arte e gastronomia, mas também pelos preços baixos.

Ann Abel, jornalista e editora da revista norte-americana, escreve que Lisboa é uma cidade segura e barata, elementos chave para conquistar quem por lá passa. Mas as ruas pitorescas do centro histórico, a arquitetura dos edifícios lisboetas, os palácios, a cultura, a melancolia e os restaurantes do Chiado e do Príncipe Real também não passaram despercebidos ao olhar crítico da jornalista.

1 e 2. Chef José Avillez

O chef José Avillez surge no topo da lista de sugestões da norte-americana como um dos melhores cozinheiros que já conheceu e não se escusa de elogios à cozinha do chef português, referindo o restaurante Belcanto, eleito o melhor restaurante internacional, e o espaço recentemente inaugurado, Bairro do Avillez, uma surpreendente escolha na fusão do conceito de taberna típica com a gastronomia de autor.

3 e 4. Bar no terraço

O bar do terraço do hotel Tivoli é descrito como o sítio ideal para assistir ao pôr-do-sol “num dos mais requintados rooftop bar” da capital portuguesa. Ainda dentro das sugestões gastronómicas da Forbes surge ainda a Cervejaria Ramiro.

5. Cascais

Segundo a publicação norte-americana, a vila de Cascais, a pouco quilómetros do centro de Lisboa, é outro dos destinos obrigatórios para quem visita Portugal.

6 e 7. Comércio tradicional

Depois existem as lojas típicas do comércio tradicional. A Forbes elege A Vida Portuguesa, espaço comercial no centro de Lisboa e também no Porto que disponibiliza produtos tradicionais antigos conservando as embalagens originais. E ainda uma barbearia do centro lisboeta, O Purista - Barbière, que oferece uma viagem no tempo aos clientes acompanhado de serviço de bar.

8 e 9. Chiado e ginjinha 

O Palácio do Chiado alberga sete restaurantes com sugestões gastronómicas arrojadas e é outro dos lugares chave da capital lisboeta. A ginjinha, apesar de ter maior expressão em Óbidos, também não escapou aos elogio da jornalista norte-americana uma vez que por Lisboa tem ganho cada vez mais adeptos.

10, 11 e 12. Lisboa cosmopolita 

Parque das Nações, Lisboa

Ainda no centro histórico da cidade, destaque para o Mercado da Ribeira, espaço que acolhe restaurantes das mais variadas especialidades a par do pitoresco mercado de alimentos frescos, que ainda funciona naquele edifício junto ao Cais do Sodré.

Nos extremos do concelho de Lisboa, destaque ainda para o Parque das Nações, uma das zonas mais cosmopolitas da cidade, e para Sintra, vila histórica cheia de mitos, lendas e património cultural.