Uma explosão num posto de transformação subterrâneo na Praça D. Filipa de Lencastre, no Porto, fez dois feridos, um grave e um ligeiro, de acordo com fonte do INEM.

Inicialmente, fonte dos Bombeiros Sapadores do Porto tinha avançado à agência Lusa a existência de um ferido.

Os dois feridos resultantes da explosão no subsolo da Praça D. Filipa de Lencastre, no Túnel de Ceuta, foram assistidos no local por equipas do INEM.

De acordo com fonte do INEM, o ferido grave tem 38 anos e tem queimaduras em 20% das vias respiratórias, enquanto o ligeiro, de 36 anos, apresenta queimaduras de primeiro grau na face.

Os dois trabalhadores que estavam no posto de transformação foram depois transportados para o Hospital S. João, no Porto.

De acordo com fonte da PSP, ambos saíram pelo próprio pé do subsolo.

Como estavam a mexer em cabos elétricos no momento da explosão, a fonte disse que a polícia acredita isso poderá ter estado na origem da explosão.

No local estão três ambulâncias do INEM, PSP e Bombeiros Sapadores do Porto, para além de uma carrinha de apoio técnico da EDP Distribuição.