A Marinha retirou este domingo um tripulante de um navio mercante, ao largo de Cascais, para lhe ser prestada assistência médica em terra, informou em comunicado.

«O MRCC [Centro de Coordenação de Busca e Salvamento Marítimo] Lisboa recebeu o pedido de socorro cerca das 09:49 e após aconselhamento médico do INEM, em articulação com o Capitão do Porto de Cascais, foi decidido empenhar uma embarcação salva-vidas do Instituto de Socorros a Náufragos que efetuou o resgate pelas 12:24 para a marina de Cascais», lê-se na nota de imprensa da Marinha portuguesa que a Lusa cita.

O tripulante do navio Rio de la Plata, que estava a 40 quilómetros a oeste do cabo Raso aquando do resgate, tem 65 anos e é originário de Quiribati, um país constituído por vários arquipélagos de ilhas no oceano Pacífico Sul.

A nota da Marinha refere que o homem apresentava «um quadro clínico de anorexia e vómitos», tendo sido depois transportado para o Hospital de Cascais, onde está «em situação estável».