«O Governo e a própria Assembleia da República, que têm funções legisladoras, deverão analisar estes novos processos tecnológicos. O papel do IMT é fazer cumprir a lei».





«Em relação aos tuk tuk, estamos atentos. Temos pedido às duas associações de táxis que nos transmitam quando houver situações ilegais, mas até agora ainda não nos foi feito chegar nenhuma reclamação».



«Não é um problema novo. Tivemos [quando a nova direção tomou posse, em 2012] de pôr em ordem cartas de 2011 e de 2010».





«Não tem havido muita adesão aos sábados. Em Lisboa, os serviços estão abertos até às 19:00 de sábado, mas os portugueses não aderem muito».