Os 105 pacotes de cocaína prensados, num total de 122 quilogramas e no valor de 3,5 milhões de euros apreendidos segunda-feira a bordo do veleiro "Calma", na marina da Calheta, a oeste da Madeira, tinham a inscrição "Messi".

O Departamento de Investigação Criminal da Policia Judiciária no Funchal mostrou esta terça-feira à comunicação social os 105 volumes de cocaína apreendidos e, em cada um, depois de retirados os invólucros que os envolviam, apresentavam prensada a inscrição "Messi".

Em comunicado, a Polícia Judiciária (PJ) confirmou, entretanto, a detenção na segunda-feira, na marina da Calheta, de dois suspeitos por crime de tráfico de estupefacientes que viajavam no veleiro, ambos de 42 anos de idade e naturais de Espanha e do Uruguai.

A PJ realça que a operação teve a cooperação da UNCTE (Unidade Nacional de Combate ao Tráfico de Estupefacientes), do MAOC (entidade que centraliza toda a informação internacional ligada ao tráfico de estupefacientes) e a colaboração da Guarda Nacional Republicana (GNR).

O veleiro provinha de um país da América Central e, supostamente, dirigia-se para a Espanha.