A GNR apreendeu na quinta-feira numa residência em Luz de Tavira, Algarve, mais de duas mil doses de pólen de haxixe, 95 plantas de canábis, 300 gramas de folha seca de canábis, armas, um cão e deteve uma pessoa.

A operação policial foi desencadeada numa residência no Sítio do Pinheiro, no concelho de Tavira, e os militares do núcleo de investigação criminal da GNR de Faro apreenderam «95 plantas de canábis adulta (algumas com três metros de altura e com peso aproximado de 100 quilos), 300 gramas de folha seca de canábis sativa, para além de pólen de haxixe suficiente para 2.248 doses individuais», disse à Lusa fonte do Comando Territorial de Faro da GNR.

No decorrer da operação foram também apreendidas uma caçadeira, cinco carabinas de ar comprimido, um LCD, um computador portátil, duas balanças de precisão e 4.741 euros em moeda do Banco Central Europeu.

A detenção de um dos moradores da residência, com a idade de 26 anos, surgiu no seguimento de uma investigação que corria ¿há vários meses e que foi consubstanciada no cumprimento de dois mandados de busca a residências e dois a veículos¿, explicou a mesma fonte policial, adiantando que existem indícios de que o detido "efetuava recetação de bens furtados".

Durante a busca domiciliária, a polícia apreendeu também 35 embalagens de sementes de canábis de diversas espécies adquiridas fora do território nacional, diversos materiais relativos a plantação, tratamento e colheita da canábis.

As plantas de canábis apreendidas encontravam-se nas imediações da residência, parte das quais no interior de uma estufa com sistema de rega de gota de gota, sendo que uma das divisões da casa funcionava como sala de secagem, estando totalmente revestida a alumínio e equipada com sistema de aquecimento e extração de ar ambiente.

A GNR apreendeu um cão de raça potencialmente perigosa, o qual guardava a área onde se encontravam as plantas.

O detido, que possui antecedentes criminais por tráfico de droga, vai ser hoje presente ao Tribunal Judicial de Olhão.

Este ano o Comando Territorial de Faro da GNR já realizou 29 apreensões de pés de canábis e de 1.181 plantas, as quais resultaram na detenção de 26 indivíduos e na identificação de cinco pessoas, noticia a Lusa.