O Ministério Público abriu um inquérito crime sobre os "touros de fogo”, atividade que se realizou nos dias 22 e 23 durante a Festa da Amizade, em Benavente.

A secção de Benavente do Departamento de Investigação e Ação Penal (DIAP) – comarca de Santarém – disse à Lusa que foi determinada a “abertura de inquérito para efeitos de investigação da eventual prática de crime relacionada com a atividade 'touros de fogo'”.

Na investigação, o Ministério Público é coadjuvado pela GNR.

Entretanto, o PAN - Partido dos Animais e Natureza dos Animais e da Natureza já questionou a ministra da Administração Interna sobre o sucedido nas festas de Benavente.

“Apesar das várias interpelações do partido e de outras entidades aos órgãos de polícia criminal, estes alegadamente estiveram presentes no local das festividades e nada fizeram para impedir a tentativa ou consumação desta prática ilícita e atentatória do bem-estar e da integridade física do animal", pode ler-se na página no Facebook do partido.

Um grupo de populares colocou fogo nos chifres de um touro, na madrugada do último sábado, denunciou o PAN e vários populares nas redes sociais, vendo-se imagens do animal com os chifres em chamas.

A atividade “toiros de fogo” consta do programa da Festa da Amizade, na página na internet da autarquia.