Pedro Passos Coelho, que foi vaiado por mais de meia centena de manifestantes