Portugal reforçou a segurança junto das embaixadas de França, dos Estados Unidos, Alemanha, Reino Unido e aeroportos, apurou a TVI.

Seis ataques terroristas em Paris fizeram, na noite de sexta-feira, pelo menos 127 mortos e 99 feridos em estado crítico, segundo fonte do gabinete do procurador  de Paris, François Molins, citado pelas agências internacionais.

De acordo com as autoridades francesas, os autores dos atentados estão todos mortos, tratando-se de oito terroristas, todos com coletes de explosivos, sete dos quais suicidas. O outro foi abatido pela polícia na sala de espetáculos Bataclan. Não está excluída a possibilidade de haver cúmplices em fuga e é essa pista que as autoridades de segurança seguem neste momento.

Segundo, ainda, um último balanço, há também cerca de 100 feridos ligeiros ou moderados.

Os ataques tiveram lugar no Bataclan, no estádio nacional, na avenida da República e em restaurantes e esplanadas.

Já neste sábado, o presidente francês disse que osatentados eram um "ato de guerra" do Estado Islâmico.