Seis distritos de Portugal continental estão esta quinta-feira sob aviso amarelo, o terceiro mais grave de uma escala de quatro, devido à previsão de tempo quente, informou o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA).

De acordo com o IPMA, os distritos de Leiria, Santarém, Lisboa, Setúbal, Évora e Beja vão estar sob aviso amarelo entre as 06:00 desta quinta e as 17:00 de sábado devido à persistência de valores elevados das temperaturas máximas.

O aviso amarelo, o terceiro mais grave de uma escala de quatro, é emitido pelo IPMA quando há risco para determinadas atividades que dependem do estado do tempo.

O IPMA prevê para o continente céu pouco nublado ou limpo, vento fraco a moderado do quadrante leste, soprando moderado de noroeste no litoral oeste durante a tarde, e pequena subida de temperatura.

Em Lisboa as temperaturas vão oscilar entre os 22 e os 32 graus Celsius, em Leiria entre 14 e 33, no Porto entre 19 e 31, em Bragança e Viseu entre 11 e 29, em Coimbra entre 18 e 32, na Guarda entre 11 e 27, em Castelo Branco entre 17 e 32, em Santarém entre 18 e 36, em Setúbal entre 17 e 32, em Évora entre 16 e 35, em Beja entre 18 e 36 e em Faro entre 20 e 28.

Em consequência, três concelhos dos distritos de Santarém e Castelo Branco apresentam risco máximo de incêndio, segundo informação disponível na página do Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) na Internet.

De acordo com o IPMA, em risco máximo de incêndio estão os concelhos de Mação e Sardoal (Santarém) e Vila de Rei (Castelo Branco).


Concelhos em risco máximo de incêndio


O IPMA colocou também em risco muito elevado de incêndio os concelhos de Monchique, Portimão, Silves, Loulé e Alcoutim (Faro), Alcácer do Sal (Setúbal), Chamusca, Torres Novas, Abrantes, Tomar, Ferreira do Zêzere (Santarém), Ponte de Sor e Gavião (Portalegre), Figueiró dos Vinhos, Pedrógão Grande (Leiria), Oleiros e Sertã (Castelo Branco), Lousã (Coimbra), Trancoso (Guarda), Sernancelhe, Moimenta da Beira, Vila Nova de Paiva (Viseu), Castelo de Paiva, Arouca (Aveiro) e Valongo (Porto).

O risco de incêndio determinado pelo IPMA engloba cinco níveis, variando entre reduzido e máximo.

O cálculo é feito com base nos valores observados às 13:00 de cada dia relativamente à temperatura do ar, humidade relativa, velocidade do vento e quantidade de precipitação nas últimas 24 horas.

A Autoridade Nacional de Proteção Civil (ANPC) registou na quarta-feira 45 incêndios, que foram combatidos por 668 operacionais, com o apoio de 189 veículos.

O IPMA prevê para hoje no continente céu pouco nublado ou limpo, vento fraco a moderado do quadrante leste, soprando moderado de noroeste no litoral oeste durante a tarde, e pequena subida de temperatura.