Vinte e oito concelhos de 11 distritos do país apresentam hoje risco muito elevado de incêndio, segundo o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA).

Segundo o IPMA, em risco muito elevado de incêndio estão os concelhos de Vila Pouca de Aguiar (distrito de Vila Real), Ribeira de Pena (Vila Real), Valongo (Porto), Baião (Porto), Cinfâes (Viseu), Castro d´Aire (Viseu), Vila Nova de Paiva (Viseu), Sernancelhe (Viseu), Aguiar da Beira (Guarda), Trancoso (Guarda), Fornos de Algodres (Guarda) e Celorico da Beira (Guarda).

Em risco elevado estão igualmente os concelhos de Castelo de Paiva (Aveiro), Arouca (Aveiro), Arganil (Coimbra), Góis (Coimbra), Miranda do Corvo (Coimbra), Castanheira da Pêra (Leiria), Pedrogão Grande (Leiria), Figueiró dos Vinhos (Leiria), Covilhã (Castelo Branco), Sertã ( Castelo Branco), Oleiros (Castelo Branco) Vila de Rei (Castelo Branco), Sardoal (Santarém), Mação (Santarém), Portel (Évora) e Barrancos (Beja).

O risco de incêndio determinado pelo IPMA engloba cinco níveis, que podem variar entre reduzido e máximo.

O cálculo é feito com base nos valores observados às 13:00 em cada dia relativamente à temperatura do ar, humidade relativa, velocidade do vento e quantidade de precipitação nas últimas 24 horas.

Quanto à previsão do tempo, o IPMA prevê céu pouco nublado ou limpo, apresentando períodos de maior nebulosidade nas regiões do interior do continente, em especial durante a tarde.

Prevê ainda a possibilidade de ocorrência de aguaceiros nas regiões do interior durante a tarde.

O vento será em geral fraco (inferior a 20 km/h) do quadrante norte, soprando temporariamente moderado a forte (20 a 40 km/h) de nordeste nas terras altas do interior das regiões Norte e Centro até meio da manhã.

Espera-se uma pequena subida de temperatura.