Notícia atualizada às 09:30 de terça-feira

A chuva forte que caiu ao início da noite provocou inundações no centro da Lourinhã, confirmou à TVI24 fonte dos Bombeiros Voluntários da Lourinhã. De acordo com a mesma fonte, «há algumas viaturas isoladas» e «uma ou duas pessoas» impossibilitadas de sair à rua por causa da água. Segundo a Proteção Civil, seis pessoas ficaram desalojadas. Esta terça-feira, a normalidade regressou à vila, com as estradas a voltarem a estar transitáveis apesar da lama.

Os bombeiros da Lourinhã viram-se mesmo obrigados a pedir reforços e às 21:30 aguardavam a chegada de «cinco ou seis meios» de corporações vizinhas.

Daniel Neves, da Proteção Civil Municipal, disse à agência Lusa que a câmara municipal convocou as entidades da Comissão Municipal da Proteção Civil para se reunirem às 23:00 horas.

A sede do concelho é a mais afetada, estando cortadas as estradas nacionais de acesso à vila, à exceção da Estrada Nacional 8-2, que liga os concelhos de Torres Vedras e da Lourinhã, que, por sua vez, se encontra condicionada.

Segundo o presidente da câmara, João Duarte Carvalho, em declarações à agência Lusa, a Proteção Civil Municipal realojou temporariamente seis pessoas, de três famílias, cujas habitações no centro da vila da Lourinhã inundaram, deixando-as sem condições para aí pernoitarem.

A Comissão Municipal da Proteção Civil esteve reunida, mas não foi necessário acionar o Plano Municipal de Emergência.

«Não foi declarado o estado de emergência nem o Plano Municipal de Emergência foi acionado, porque são apenas prejuízos materiais e ainda vamos avaliar esses prejuízos», justificou o presidente da câmara.

Segundo o autarca, a forte precipitação ocorrida entre as 19:30 e as 20:20 provocou uma «situação de cheias rápidas» para a qual a Proteção Civil Municipal "não foi alertada pelas autoridades nacionais.

Os campos agrícolas estão alagados, registando-se prejuízos nas culturas.

Esta segunda-feira de manhã, a vila da Lourinhã esteve também inundada devido à chuva forte que se abateu pelas 08:00 sobre o concelho.

A chuva forte que caiu «sobretudo entre as 19:00 e as 20:30» provocou também «inúmeras situações» em Torres Vedras, de acordo com informações divulgadas a TVI24, por telefone, pelo comandante dos Bombeiros de Torres Vedras, Fernando Barão.

Os bombeiros de Torres Vedras viram-se obrigados a responder a diversas situações «em várias freguesias do concelho e também na cidade». Às 21:15, os bombeiros de Torres Vedras respondiam a 11 situações.