A Direção-Geral da Saúde (DGS) emitiu um alerta amarelo de calor para esta terça-feira nos distritos de Castelo Branco, Évora e Beja devido à previsão de temperaturas elevadas, que podem ter efeitos nocivos na saúde.

De acordo com informação disponível na página na Internet da DGS, os distritos de Castelo Branco, Évora e Beja vão estar hoje em alerta amarelo devido ao calor, prevendo-se uma temperatura máxima acima de 35 graus Celsius.

O alerta amarelo de calor significa que, «devido às temperaturas elevadas, pode haver efeitos na saúde».

A DGS alerta que a exposição ao calor intenso, particularmente durante vários dias consecutivos, «pode produzir efeitos negativos na saúde humana».

Esses efeitos, avisa, manifestam-se «através do agravamento de doenças crónicas, principalmente na população idosa, e doenças relacionadas com o calor, como as cãibras, esgotamento por calor e a situação mais grave os golpes de calor (insolação solar)».

Face às temperaturas elevadas, que nalgumas regiões deverão atingir os 35 graus Celsius, a DGS recomenda à população que adote «medidas de prevenção», destinadas principalmente às crianças, idosos e doentes crónicos, devido à previsão de uma «subida acentuada da temperatura».

Nos períodos de maior calor, a DGS aconselha a população a permanecer em «ambientes frescos» e a evitar atividades que exijam grandes esforços físicos.

Aconselha ainda quem tenha de andar na rua a utilizar roupa solta, opaca e que cubra a maior parte do corpo, chapéu de abas largas, óculos com proteção contra radiação UVA e UVB e protetor solar com fator igual ou superior a 30.

Também por causa do tempo quente, a Autoridade Nacional de Proteção Civil (ANPC) emitiu um aviso à população sobre os riscos do calor, em particular nos distritos do interior, onde estão previstas temperaturas máximas acima dos 35 graus Celsius.

A ANPC recomenda aos grupos populacionais mais vulneráveis (idosos e crianças, sem-abrigo e pessoas com problemas cardiorrespiratório) que adotem medidas como: beber mais água, evitar o consumo de álcool, evitar atividades que exijam grande esforço físico, evitar exposição solar direta entre as 11:00 e as 17:00 horas, usar protetor solar com fator igual ou superior a 30 e viajar de carro nas horas de menor calor.

O tempo quente levou também o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) a colocar oito distritos do continente sob aviso amarelo, o terceiro mais grave de uma escala de quatro.

De acordo com o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA), os distritos de Bragança, Évora, Guarda, Vila Real, Setúbal, Beja, Castelo Branco e Portalegre vão estar sob aviso amarelo entre as 10:00 de hoje e as 22:00 de quarta-feira devido à previsão de persistência de valores elevados das temperaturas máximas.