O verão deste ano registou a segunda temperatura mais baixa dos últimos 25 anos, tendo-se apenas verificado uma onda de calor em junho, segundo o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA).

O boletim climatológico sazonal do IPMA sobre o verão de 2014 indica que os meses de junho, julho e agosto tiveram uma temperatura média do ar inferior ao normal, que foi de 20.9 graus centígrados.

«No verão de 2014 o valor da temperatura média foi o segundo valor mais baixo desde 1989. Valores inferiores da temperatura do ar inferiores aos deste verão de 2014 ocorreram em cerca de 30 por centos dos anos», adianta o mesmo documento.

De acordo com o IPMA, o número de dias com temperatura máxima entre os 30 e os 35 graus foi «significativamente inferior ao normal, com o maior número de dias a verificar-se no Alentejo, particularmente no interior».

Neste verão ocorreu uma onda de calor entre os dias 11 e 17 de junho, tendo-se ainda registado, entre 10 e 17, temperaturas iguais ou superiores a 40 graus.

O IPMA, que classificou o último verão de normal, indica também que os valores médios da quantidade de precipitação foram próximos do normal.

No entanto, acrescenta que «a precipitação total no verão registou valores acima do normal no litoral, entre o Minho e Setúbal e também na região de Mértola e inferiores ao normal no restante território».

O boletim chama atenção para o mês de julho, que foi o oitavo mais chuvoso desde 1931 e o mais chuvoso deste século.

Como fenómenos relevantes ocorrido no último verão, o IPMA aponta a onda de calor em junho em alguns locais do país e a ausência de temperaturas superiores a 40 graus em agosto, situação que já não se verificava desde 1996.

O equinócio do outono começa às 03:29 de terça-feira e marca o início do outono.