Os distritos de Évora, Setúbal, Beja e Portalegre estão hoje sob aviso amarelo devido ao aumento da temperatura máxima, com persistência de valores elevados, de acordo com a informação disponibilizada pelo Instituto Português do Mar e da Atmosfera.

As temperaturas, segundo a previsão do IPMA, podem chegar hoje aos 38 graus Celsius em Beja, 36 em Évora, 35 em Portalegre e Castelo Branco, 34 em Santarém, 32 em Lisboa, Bragança e Vila Real.

Devido ao aumento da temperatura máxima o IPMA colocou sob aviso amarelo os distritos mais a sul de Portugal continental, uma medida que irá vigorar entre as 9:00 de quarta-feira e as 18:00 de quinta-feira.

A partir das 00:00 de hoje e até às 06:00 de sexta-feira o distrito de Faro irá estar sob aviso amarelo devido à agitação marítima, com a previsão de ondas de sueste na costa sueste com dois metros.

Para hoje, o IPMA prevê céu pouco nublado ou limpo, apresentando períodos de maior nebulosidade no litoral a norte do Cabo Raso até ao fim da manhã. A partir da tarde, aumento de nebulosidade nas regiões Norte e Centro, em especial no interior, com possibilidade de ocorrência de aguaceiros e trovoada.

O vento fraco tende a soprar moderado de leste no Algarve, e de noroeste durante a tarde no litoral oeste a sul do Cabo Mondego.

Em declarações à agência Lusa, o meteorologista Ricardo Tavares, explicou que, hoje a temperatura máxima irá subir em especial no interior do Alentejo, com máximas acima dos 35 graus.

Porto e Viana do Castelo vão oscilar entre os 10 e os 24 de máxima, enquanto em Braga estão previstos 31, 30 em Viseu, 29 em Coimbra, 24 em Leiria, e a sul de Portugal continental 31 em Faro e 27 em Sagres.

Risco muito alto de exposição à radiação ultravioleta


Treze regiões do continente, o Porto Santo e o Funchal (Madeira) apresentam risco muito alto de exposição à radiação ultravioleta.

De acordo com o IPMA, Aveiro, Bragança, Braga, Castelo Branco, Coimbra, Guarda, Leiria, Penhas Douradas, Porto, Portalegre, Viana do Castelo, Viseu e Vila Real estão hoje com risco muito elevado de exposição à radiação ultravioleta (UV).

O IPMA adianta que o Funchal e o Porto Santo, na Madeira apresentam igualmente risco alto de exposição, enquanto a Horta, Angra do Heroísmo e Ponta Delgada, nos Açores, apresentam risco alto de exposição.

Para as regiões com níveis muito altos e altos, o IPMA recomenda o uso de óculos de sol com filtro UV, chapéu, ‘t-shirt’, guarda-sol, protetor solar, assim como evitar a exposição das crianças ao sol.

De acordo com o IPMA, a radiação ultravioleta pode causar graves prejuízos para a saúde, caso o nível exceda os limites de segurança, sendo que o índice desta radiação apresenta cinco níveis, entre o baixo e o extremo.

Dezassete concelhos com risco máximo de incêndio


Dezassete concelhos de Portugal continental apresentam hoje risco muito elevado de incêndio, de acordo com informação disponível na página do Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) na Internet.

Os concelhos de Moimenta da Beira, Guarda, Sabugal, Arganil, Pampilhosa da Serra, Oleiros, Sertã, Vila de Rei, Mação, Sardoal, Portel, Barrancos, Monchique, Portimão, Silves, Loulé e Alcoutim estão com risco muito elevado de incêndio de incêndio.

O restante mapa de Portugal está pintado a laranja – mais de 100 concelhos – e a amarelo, cores que revelam que estão sob risco elevado e moderado de incêndio, respetivamente.

O risco de incêndio determinado pelo IPMA e engloba cinco níveis, variando entre reduzido e máximo.

O cálculo é feito com base nos valores observados às 13:00 de cada dia, relativamente à temperatura do ar, humidade relativa, velocidade do vento e quantidade de precipitação nas últimas 24 horas.

A Autoridade Nacional de Proteção Civil (ANPC) registou na terça-feira 52 incêndios, que foram combatidos por 687 operacionais, com o apoio de 188 veículos.