O apoderado do cavaleiro Joaquim Bastinhas anunciou esta segunda-feira que a temporada tauromáquica do toureiro “terminou”, devido ao acidente de que foi vítima, na sexta-feira, na sua herdade em Elvas, no Alentejo.

“Este ano, o Joaquim Bastinhas já não toureia. Nós ainda tínhamos algumas corridas agendadas, mas agora o mais importante é a sua recuperação”, lamentou Fernando Marques, em declarações à agência Lusa.

A temporada tauromáquica abre anualmente, no dia 01 de fevereiro, com um festival taurino em Mourão, no distrito de Évora, e termina a 01 de novembro.

De acordo com o empresário que representa o toureiro, Joaquim Bastinhas continua internado na unidade de cuidados intensivos do hospital de Portalegre, estando “consciente” e a “recuperar bem”.

O cavaleiro tauromáquico ficou ferido com gravidade, na sexta-feira, na sequência de um atropelamento por um veículo agrícola, na sua herdade em Elvas, no distrito de Portalegre.

Segundo o Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS) de Portalegre, o alerta foi dado às 08:22, tendo o toureiro sido transportado da Herdade das Algramassas, onde reside, para o hospital de Elvas.

Joaquim Bastinhas foi, depois, transferido para o hospital de Portalegre onde deu entrada cerca das 11:00.

Naquela unidade hospitalar, o toureiro foi submetido a uma intervenção cirúrgica, que, segundo o diretor clínico da Unidade Local de Saúde do Norte Alentejano (ULSNA), Jorge Gomes, “correu muito bem”.

Indicando que a cirurgia demorou “cerca de quatro horas”, o responsável escusou-se a especificar quais as lesões e a sua extensão, alegando tratar-se “de um assunto de ordem clínica e privada do doente”.