O homem suspeito de ter assassinado a mulher e uma filha, deixando ainda outra em estado grave, em Soure, permanece nos Hospitais da Universidade de Coimbra (HUC) «sob custódia» da Polícia Judiciária, informou, esta segunda-feira, uma fonte policial.

A fonte disse à agência Lusa que, às 12:00, o detido de 49 anos ainda estava «internado com ferimentos ligeiros» nos HUC, do Centro Hospitalar e Universitário de Coimbra (CHUC), devendo ser apresentado em tribunal para interrogatório depois de ter alta.

Uma fonte hospitalar disse que o presumível agressor encontra-se no Serviço de Urgência dos HUC-CHUC «a fazer exames complementares de diagnóstico» e que a sua situação clínica «está estável».

A sua filha de 13 anos também «está estável», permanecendo «internada na Unidade de Cuidados Intensivos do Hospital Pediátrico», acrescentou a fonte dos CHUC.

Uma mulher de 47 anos e a sua filha de 16 anos morreram na madrugada desta segunda-feira , em Soure, enquanto a outra filha, de 13 anos, ficou ferida com gravidade, na sequência de um ataque com arma branca atribuído ao marido e pai das vítimas.

Uma fonte da Proteção Civil disse à Lusa que a agressão ocorreu numa habitação na Urbanização Encosta do Sol.

A mulher e a filha de 16 anos morreram no local, na sequência dos ferimentos causados por arma branca.

A filha de 13 anos recebeu assistência no local e foi transportada para o Hospital Pediátrico de Coimbra em estado grave.

O agressor ainda esteve barricado no interior da habitação, mas acabou por se entregar à GNR, tendo dado entrada na urgência dos Hospitais da Universidade de Coimbra.