O suspeito do duplo homicídio ocorrido esta sexta-feira num café no concelho de Sobral de Monte Agraço encontra-se no hospital em estado grave e está sob custódia da Polícia Judiciária, disse à agência Lusa fonte da GNR.

«Depois de ter praticado os crimes, o homem foi para a residência na zona do Milharado, na Malveira [Mafra], onde tentou o suicídio. Quando as autoridades chegaram ao local, o suspeito ainda estava com vida e foi levado para o Hospital de Loures, em estado grave», explicou a mesma fonte.

Fonte do Hospital de Loures adiantou à Lusa que o paciente deu entrada cerca das 16:45, com sinais de «envenenamento».

O homem, entre os 40 e os 50 anos, é suspeito de ter entrado num café na localidade de Pêro Negro e de ter disparado sobre um homem de cerca de 65 anos, que faleceu no local, e uma mulher, na casa dos 55 anos, que acabou por morrer no hospital de Loures.

Segundo a mesma fonte da GNR, após o crime, que ocorreu cerca das 10:20 de hoje, o homem entrou numa viatura que estava estacionada a cerca de 600 metros do café e pôs-se em fuga

As autoridades investigam as motivações e as ligações entre as vítimas e o alegado autor dos disparos, mas há fortes suspeitas de que o crime «se deveu a um ajuste de contas por razões passionais», acrescentou a fonte.