“No primeiro turno ontem à noite e também durante a manhã, os níveis de adesão à greve andaram entre os 80% e os 100% a nível nacional, em todos os serviços”, disse aos jornalistas Luís Pesca, acrescentando que a paralisação está a ter uma “forte participação de todos os profissionais, incluindo enfermeiros e médicos”.