Os acidentes nas estradas portuguesas provocaram este ano 50 mortos, menos 19 do que em igual período de 2015, apesar de o número de acidentes ter aumentado quase 7%, de acordo com a Autoridade de Segurança Rodoviária.

A Autoridade Nacional de Segurança Rodoviária (ANSR), que reúne dados da PSP e da GNR, indica que, entre 01 de janeiro e 15 de fevereiro, registaram-se 16.235 acidentes rodoviários, mais 1.008 do que no mesmo período de 2015, quando ocorreram 15.227.

De acordo com a Lusa, os dados adiantam que os acidentes provocaram este ano 50 vítimas mortais, menos 19 do que em igual período do ano passado, quando foram registados 69 mortos.

Os distritos com mais vítimas mortais este ano são Lisboa (10), Aveiro (8), Leiria (5) e Setúbal (4).

Já nos distritos de Viana do Castelo e de Bragança não se registou qualquer vítima mortal entre 01 de janeiro e 15 de fevereiro.

A ANSR refere também que se registaram 222 feridos graves, menos 23 do que em 2015, quando tinham ficado gravemente feridas 245.

Por outro lado, registaram-se até 15 de fevereiro mais 320 feridos ligeiros do que em igual período do ano passado, num total de 4.632, contra os 4.312 de 2015.

Os dados da ANSR dizem respeito às vítimas mortais cujo óbito ocorreu no local do acidente ou a caminho do hospital.