O Secretário-geral do Sistema de Informações da República Portuguesa (SIRP), Júlio Pereira, disse esta sexta-feira que «não houve qualquer alteração» do estado de alerta em Portugal após o atentado de quarta-feira, em Paris.

«Para já não houve qualquer alteração ao estado de alerta em Portugal», disse aos jornalistas Júlio Pereira à margem da cerimónia de tomada de posse, no Ministério da Administração Interna, do diretor nacional do Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF), juiz desembargador António Carlos de Beça Pereira.

Júlio Pereira adiantou que os serviços portugueses estão a acompanhar a situação em França «em contacto com os serviços homólogos, trocando as informações necessárias neste domínio».

O secretário-geral do SIRP afirmou que as medidas em Portugal são aquelas que «já tinham sido adotadas no passado, conscientes dos riscos que existem à volta desta temática» do terrorismo.

«Não há nada para além daquilo que se fazia no passado, quanto à forma de atuação naturalmente que não vou expor a forma como os serviços trabalham», disse ainda.