Os pólenes estarão em níveis muito elevados, a partir de sexta-feira e durante uma semana, na Beira Interior, na região de Lisboa e Setúbal, no Alentejo e no Algarve, segundo a Sociedade Portuguesa de Alergologia e Imunologia Clínica.

De acordo com o boletim polínico para a semana de 20 a 26 de maio, os pólenes vão estar em níveis elevados na Beira Litoral, e em níveis considerados moderados na zona de Trás-os-Montes e Alto Douro e na região de Entre o Douro e Minho.

Na Beira Interior, onde os níveis serão muito elevados, vão predominar os pólenes de carvalhos e oliveiras e das ervas gramíneas, azeda e tanchagem.

Na região de Lisboa e Setúbal, vão sentir-se sobretudo os pólenes das oliveiras e sobreiros e das ervas gramíneas e parietária.

No Alentejo e no Algarve, outras zonas com concentrações que se esperam muito elevadas, vão predominar também os pólenes das oliveiras e dos sobreiros e das ervas gramíneas e tanchagem e ainda quenopódio, no caso algarvio.

O boletim polínico prevê, para as ilhas, níveis de pólenes baixos, sendo que, predominam, quer nos Açores quer na Madeira, os pólenes das ervas gramíneas, urtiga e parietária.