Macau vai contratar 21 médicos de Portugal para 13 áreas de especialidade no hospital público da região, revelaram os Serviços de Saúde hoje, no dia em que é aberto o concurso.

As áreas de recrutamento incluem as especialidades de gastroenterologia, imagiologia, neurologia, nefrologia, pediatria, cirurgia geral, cirurgia torácica, cirurgia vascular, cirurgia metabólica, pneumologia, geriatria, psiquiatria e anatomia patológica.

“Os Serviços de Saúde da Região Administrativa Especial de Macau, perante o crescimento e desenvolvimento da medicina, verificaram ser necessário e urgente recrutar médicos especialistas em Portugal", refere o anúncio publicado na página de Internet da Ordem dos Médicos. As candidaturas devem ser enviadas para os Serviços de Saúde até 31 de dezembro de 2017.

As especialidades de imagiologia e pediatria têm o maior número de vagas (4 cada), seguindo-se a gastroenterologia (2) e neurologia (2). As restantes nove especialidades têm uma vaga disponível.

“A remuneração de um médico especialista é fixada consoante a experiência profissional, variando entre 82.917 patacas e 112.050 patacas (equivalente a 9.615 euros e 11.693 euros), prestando 45 horas semanais de trabalho”, acrescenta a informação disponibilizada pela Ordem dos Médicos.

Macau contava em setembro deste ano com 34 médicos e 10 enfermeiros portugueses, num total de 59 profissionais oriundos de Portugal, disse o secretário para os Assuntos Sociais e Cultura, Alexis Tam, durante uma visita ao país.

“A construção do novo hospital das ilhas e do Centro de Controlo das Doenças Infecto-contagiosas, assim como a presença de muitos portugueses justificam que se continuem a recrutar profissionais de saúde altamente qualificados de Portugal”, disse na altura o governante de Macau com a tutela da Saúde.