O diretor-geral da Saúde esclareceu  esta sexta-feira que o vírus da gripe tipo A que circula este ano é o mesmo que tem estado presente em todas as gripes sazonais desde 2009, não existindo especial risco nem motivo de alarme.

Segundo Francisco George, a incidência tem sido até inferior à verificada em anos anteriores: este ano contam-se 50 novos casos por semana, por cada cem mil habitantes, enquanto em anos anteriores chegou a ser superior aos 130 casos por cem mil habitantes.

Quanto aos casos de pessoas internadas em unidades de cuidados intensivos por causa da gripe, o responsável sublinhou tratar-se de um número relativamente baixo e abrangendo apenas doentes com outras morbilidades associadas, portanto com um sistema imunitário fragilizado, reporta a Lusa.

Em circunstâncias normais, e de uma maneira geral, a população está protegida contra este vírus tipo A, subtipo H1N1 – porque ganhou anticorpos durante estes sete anos em que se manteve em circulação, mas também porque este vírus está desde 2009 abrangido pela vacina.