O serviço de Ortopedia do Centro Hospitalar e Universitário de Coimbra (CHUC) iniciou um novo programa de artroplastias totais da anca através da utilização de uma técnica cirúrgica inovadora, desenvolvida nos EUA, anunciou hoje a instituição.

A nova técnica, denominada Superpath, consta de uma abordagem cirúrgica "que não agride os músculos e tendões da região da anca, o que permite reduzir o tempo de recuperação e cicatrização destes tecidos", refere o CHUC, em nota de imprensa enviada à agência Lusa.

"O doente pode iniciar a sua recuperação funcional poucas horas após a cirurgia, regressar a casa menos de 24 horas após o seu internamento e regressar à sua vida ativa em poucos dias", adianta.

O Centro Hospitalar e Universitário de Coimbra pretende passar a realizar este tipo de cirurgias "em doentes selecionados" em regime ambulatório, permitindo que o doente esteja hospitalizado menos de 24 horas "e regresse posteriormente ao seu ambiente familiar para realizar a sua recuperação funcional e o seu regresso à vida ativa".

"Para além das vantagens da rápida integração do doente na sociedade, é possível a recuperação funcional mais acelerada com um período de convalescença mais curto, originado, por isso, uma menor dependência do doente face aos seus cuidadores, bem como mais rápida integração do mesmo nas suas atividades quotidianas", argumenta o CHUC.