Um homem de 41 anos foi detido, na zona de Sátão, pela presumível autoria de vários crimes de abuso sexual de um filho menor com deficiência mental, anunciou hoje a Polícia Judiciária.

Casado e desempregado, o detido é suspeito da «prática reiterada» de abuso sexual do rapaz, de 12 anos, crimes que decorreriam há cerca de seis meses, disse à agência Lusa uma fonte policial.

«Os contactos sexuais aconteciam em casa» da família, quando pai e filho estavam sozinhos, tendo os crimes sido denunciados pela escola que a vítima frequenta, adiantou a fonte.

Em comunicado, a PJ afirma que o arguido, sem antecedentes criminais, foi presente a um primeiro interrogatório judicial, tendo-lhe sido aplicada a medida de coação de prisão preventiva.