Um total de 37 passageiros da Azores Airlines pernoitaram, na sexta-feira, no aeroporto de Ponta Delgada, Açores, por "dificuldades de alojamento", na sequência do cancelamento do voo para Providence, Estados Unidos da América, informou este sábado fonte da companhia.

O porta-voz da SATA, António Portugal, explicou à agência Lusa que o voo entre Ponta Delgada e Providence, em Rhode Island, saiu de São Miguel pelas 16:30 locais, com 170 passageiros, mas "cerca de duas horas após a viagem o aparelho regressou a São Miguel", devido "a uma anomalia técnica, entretanto resolvida".

A primeira informação indicava uma emergência médica, mas depois constatou-se à chegada que era uma anomalia técnica. No regresso a Ponta Delgada a tripulação tinha esgotado o tempo disponível no seu horário de trabalho e o voo foi cancelado", explicou.

António Portugal esclareceu que "muitos dos passageiros regressaram às suas residências, outros ficaram em hotéis", tendo a companhia "dado sempre prioridade a famílias com crianças", mas "não foi possível arranjar alojamento para 37 passageiros que pernoitaram no aeroporto".

A capacidade hoteleira em São Miguel está esgotada. Alguns passageiros foram inclusive para hotéis no concelho do Nordeste", disse o porta-voz da companhia aérea açoriana, garantindo que a SATA, em colaboração com o aeroporto, "tentou arranjar o maior conforto possível" para os passageiros que ficaram no aeroporto de Ponta Delgada.

Segundo o porta-voz da SATA, foram também disponibilizadas refeições e mantas para os passageiros que pernoitaram no aeroporto, onde estiveram também durante toda a noite funcionários da companhia.

O porta-voz disse que esta foi uma situação que ultrapassa a SATA e que a companhia lamenta.

António Portugal referiu ainda que a ligação já está a ser realizada hoje, mas, "devido a dificuldades no aeroporto de Providence em acolher a aeronave", o avião aterra em Boston, no Massachusetts, Estados Unidos da América, com a SATA a assegurar o transporte dos passageiros entre os dois aeroportos.