A Policia Judiciária (PJ) alertou esta quinta-feira para a ocorrência de telefonemas «fraudulentos» em nome da empresa Microsoft que incitam à instalação de programas «maliciosos» no computador, com vista ao roubo de informações bancárias.

Em comunicado citado pela Lusa, a PJ informou ter recebido diversos alertas de que nos últimos dias tem ocorrido, «de forma massiva e crescente, uma tentativa de distribuição de malware (programa instalado no sistema do computador com o intuito de causar danos, alterações ou roubo de informações), que se inicia com telefonemas fraudulentos utilizando abusivamente o nome da empresa Microsoft».

«Estes telefonemas, aleatoriamente dirigidos, pretendem fazer crer aos destinatários, que um funcionário do departamento de segurança de informática da Microsoft, expressando-se em inglês, está a resolver problemas do seu computador pessoal. É referido, ainda, que o problema pode ser resolvido, pagando supostas atualizações do sistema Windows, através da compra de pacotes de suporte e assistência», explicam.

A PJ refere que os falsos funcionários da Microsoft procuram também obter detalhes dos cartões de crédito das vítimas, induzindo-as a instalarem software malicioso, através do qual conseguem, de forma remota, aceder a dados confidenciais.

«Com estes dados, os criminosos entram na posse de dados suficientes para concretizar transferências bancárias fraudulentas, em nome das vítimas, provocando danos que podem ascender a milhares de euros», apontam.

Nesse sentido, a PJ sublinha que os potenciais visados não deverão «dar resposta a este tipo de contatos», nem «fornecer quaisquer tipos de dados pessoais«.