Cerca de 60 concelhos de 13 distritos de Portugal continental apresentam hoje risco máximo de incêndio, segundo o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA).

Em risco máximo de incêndio estão cerca de 60 concelhos dos distritos de Faro, Santarém, Leiria, Castelo Branco, Portalegre, Coimbra, Aveiro, Porto, Braga, Vila Real, Braga, Bragança e Guarda apresentam hoje risco máximo de incêndio.

Os distritos com mais concelhos em risco máximo de incêndio são Faro (com 8), Bragança (7) Santarém, Castelo Branco e Guarda (quatro).

O IPMA colocou ainda em risco muito elevado de incêndio quase uma centena de concelhos dos distritos de Faro, Beja, Lisboa, Santarém, Portalegre, Castelo Branco, Leiria, Coimbra, Guarda, Viseu, Aveiro, Porto, Braga, Viana do Castelo, Vila Real e Bragança.

Há ainda vários concelhos em risco elevado e moderado de incêndio.

O risco de incêndio determinado pelo IPMA engloba cinco níveis, que podem variar entre o "reduzido" e o "máximo".

O cálculo é feito com base nos valores observados às 13:00 em cada dia relativamente à temperatura do ar, humidade relativa, velocidade do vento e quantidade de precipitação nas últimas 24 horas.

O IPMA mantém em aviso amarelo os 18 distritos de Portugal continental devido à previsão de tempo quente até às 22:00 de terça-feira.

Também o arquipélago da Madeira vai estar até às 20:00 de terça-feira sob aviso amarelo devido à persistência de valores elevados da temperatura máxima.

Face ao aumento das temperaturas para os próximos dias o ministro da Administração Interna, Eduardo Cabrita, assinou na sexta-feira um despacho que determina a declaração da situação de alerta vermelho até quarta-feira para os distritos de Braga, Bragança, Guarda, Porto, Viana do Castelo, Vila Real e Viseu.

A Autoridade Nacional de Proteção Civil colocou os sete distritos em alerta vermelho, o mais grave, face a previsões de temperatura alta, baixa humidade e vento.

O IPMA prevê para hoje no continente céu pouco nublado ou limpo, apresentando períodos de maior nebulosidade durante a tarde no interior das regiões Centro e Sul, com possibilidade de ocorrência de aguaceiros dispersos e trovoada.

A previsão aponta ainda para vento fraco a moderado predominando do quadrante leste, soprando de noroeste no litoral oeste durante a tarde e sendo moderado a forte de nordeste nas terras altas até final da manhã e a partir do final da tarde.

Está ainda prevista uma pequena subida da temperatura mínima nas regiões Norte e Centro.

As temperaturas mínimas vão variar entre os 16 graus Celsius (na Guarda e em Bragança) e os 25 (em Portalegre) e as máximas entre os 31 (na Guarda) e os 38 8em Évora, Santarém e Leiria).