Carlos Cruz poderá, em breve, passar uns dias em casa. Da reunião do conselho técnico do Estabelecimento Prisional da Carregueira, que decorreu na terça-feira, terá saído um parecer favorável para uma saída precária, em resposta a um pedido do ex-apresentador. No entanto, segundo informações recolhidas pela TVI24, ainda não existe um despacho oficial com a decisão.

O conselho técnico, no qual está presente um juiz de execução de penas, é composto pelo diretor do Estabelecimento Prisional da Carregueira, o chefe dos guardas e o técnico de reinserção social que acompanha o recluso.

Recorde-se que o antigo apresentador está a cumprir pena do Estabelecimento Prisional da Carregueira, depois de ter sido condenado, no âmbito do processo da Casa Pia, a seis anos de prisão pelo crime de abuso sexual de menores. Está preso há dois anos e meio.

Em declarações à TVI24, Ricardo Sá Fernandes disse “ ter esperança” que seja verdade, mas assume que não foi ainda “ notificado oficialmente”.

O Ministério Público pode ainda recorrer da decisão, mas Ricardo Sá Fernandes não acredita que isso vá acontecer, porque “é invulgar”. 

No entanto, o prazo do recurso terá de correr, até que Carlos Cruz possa marcar a sua saída “de dois dias”, explicou a mesma fonte, acrescentado que “não será certamente este fim de semana”.

Recorde-se que em fevereiro último, o Tribunal de Execução de Penas recusou o pedido de liberdade condicional apresentado pelo antigo apresentador. Um facto que não impede que seja entregue novo pedido.