Os jardins do Palacete de São Bento, residência oficial do primeiro-ministro, vão estar abertos ao público todos os domingos a partir de hoje, concretizando um anúncio que tinha sido feito por António Costa no 25 de Abril.

Na terça-feira foi assinado um protocolo entre a Presidência do Conselho de Ministros e a Câmara de Lisboa que estabeleceu “a abertura dos jardins do Palacete de São Bento ao público, aos domingos, por considerar-se um espaço de inegável interesse público”, de acordo com fonte oficial do gabinete do chefe de Governo.

António Costa tinha anunciado nas comemorações do 25 de Abril, dia no qual abriu não só espaços verdes mas também o palacete para visitas do público, que os jardins da sua residência oficial, em São Bento, iriam abrir ao público todos os domingos a partir de junho, uma iniciativa com o apoio da Câmara Municipal de Lisboa.

A entrada é gratuita e os interessados podem visitar aos domingos a partir de hoje os jardins daquela que é a residência oficial do primeiro-ministro desde 1938.

As visitas decorrem todos os domingos – com a exceção dos dias em que a agenda oficial o impeça – sendo o horário no outono e inverno entre as 10:00 e as 17:00 e na primavera e verão com abertura de portas à mesma hora, mas encerramento às 18:00.

Até às comemorações deste ano do 25 de Abril, os jardins do Palacete de São Bento estiveram fechados ao público em geral, um espaço com cerca de dois hectares, anexo às traseiras da Assembleia da República.

"A democracia recorda-nos que o poder reside no povo e é exercido em nome do povo. É importante que todos sintam que estes locais de trabalho dos órgãos de soberania não são dos órgãos de soberania, são vossos, são do povo, dos cidadãos - e foi isso que quisemos transmitir abrindo as portas da residência oficial de São Bento neste 25 de Abril", declarou o primeiro-ministro nas últimas comemorações da Revolução dos Cravos.