Militares da Unidade de Controlo Costeiro da GNR, em serviço na Grécia, resgataram 13 migrantes de uma embarcação de borracha, perto da ilha de Kos, no mar Egeu, na madrugada de 10 de julho, comunicou a organização.

Os militares da GNR, em missão para a Agência Europeia de Gestão da Cooperação Operacional nas Fronteiras Externas dos Estados-Membros da União Europeia (Frontex), detetaram a embarcação através de uma câmara térmica e, numa ação conjunta com a Guarda Costeira Helénica, recolheram doze homens e uma mulher, que não apresentavam ferimentos.

A embarcação partiu da Turquia e foi intercetada no mar Egeu pelas autoridades gregas e portuguesas, quando se dirigia à ilha grega de Kos, indicou a corporação.

A GNR está em missão nas ilhas gregas de Chios e Kos desde o dia 1 de abril, contando com uma equipa de 32 militares encarregada de prevenir movimentos de migrações ilegais, tráfico de seres e humanos e tráfico de drogas.

Desde o início da operação, a GNR resgatou 484 migrantes, percorrendo um total de 4003 milhas náuticas, informou a corporação em comunicado.