A direção regional da Madeira do Partido Trabalhista Português (PTP) lamentou esta sexta-feira os problemas causados pela detenção, na quarta-feira, do deputado municipal desta força política, Valdemar Berenguer, suspeito do crime de tráfico de droga.

Em comunicado, a Polícia de Segurança Pública (PSP) anunciou na quinta-feira a detenção de dois homens, na ilha da Madeira, com 45 e 53 anos de idade, pela prática do crime de tráfico de droga, numa operação que resultou na apreensão de cerca de 9.000 doses de produto estupefaciente.

Depois de ouvidos pelas autoridades judiciárias, os dois homens ficaram a aguardar o desenvolvimento do processo de investigação em prisão preventiva.

Num comunicado de imprensa emitido esta sexta-feira, o PTP informa que um dos detidos é deputado municipal do partido na Assembleia Municipal do Funchal.

“A direção regional do PTP Madeira vem por este meio lamentar a situação causada pela detenção do deputado municipal Valdemar Berenguer”, refere o comunicado citado pela Lusa.

Os responsáveis do PTP informam que desconheciam “por completo a situação” e que o partido “só tem a condenar a conduta do eleito”, caso se confirme o tráfico.

“Quanto à parte política, tomaremos as devidas medidas de substituir o eleito na Assembleia Municipal do Funchal”, acrescenta o PTP.

O PTP foi uma das forças política que integrou a coligação ‘Mudança’, liderada pelo PS, que governa a Câmara Municipal do Funchal, juntamente com o MPT, BE, PTP e PND.

Os Trabalhistas têm dois deputados na Assembleia Municipal do Funchal.