A PSP de Vila Real anunciou esta quinta-feire a detenção de um homem de 22 anos suspeito de vários furtos no interior de estabelecimentos comerciais, que vai ficar a aguardar julgamento em prisão preventiva.

O detido foi recentemente condenado a quatro anos e seis meses de prisão, com pena suspensa, pela prática do mesmo tipo de ilícito criminal.

Com esta detenção, a Polícia de Segurança Pública acredita que “colocou termo a uma vaga de assaltos a estabelecimentos comerciais que estavam a assolar a cidade de Vila Real”.

Investigação de um mês

A PSP explicou, em comunicado, que a detenção aconteceu no âmbito de uma investigação que decorria há cerca de um mês.

Durante este período, os agentes efetuaram deligências, visionaram imagens de sistemas de videovigilância, recolheram vestígios, analisaram o ‘modus operandi’ e a conexão entre os vários crimes.

Após ter sido intercetado e confrontado com as suspeitas, o homem, segundo a PSP, “prontamente confessou a autoria de, pelo menos, cinco furtos qualificados pelo método de arrombamento e escalamento e, pelo menos, três tentativas de furto em estabelecimentos comerciais".

A PSP efetuou ainda uma busca à sua residência, onde foi foram apreendidos um computador portátil, um ‘tablet’ e um telemóvel, avaliados em cerca de 1.000 euros.

Também foi apreendido um motociclo que, de acordo com a PSP, terá sido adquirido pelo suspeito com o dinheiro proveniente dos furtos.

A Polícia disse que o material “foi todo recuperado e será entregue aos seus legítimos proprietários”.

Os investigadores conseguiram fazer, ainda, a “correlação do suspeito com umas luvas e um pé de cabra que tinha sido recuperado junto dos locais assaltados, os quais eram utilizados por ele para perpetuar os assaltos”.

O detido foi presente ao Tribunal Judicial de Vila Real, onde lhe foi aplicada a medida de coação mais gravosa, a prisão preventiva.