Um agente da PSP do Porto foi condenado a seis anos e seis meses de prisão por crimes de abuso sexual de criança, atos sexuais com adolescentes e pornografia de menores, anunciou hoje o Ministério Público (MP).

De acordo com a página na Internet da Procuradoria-Geral Distrital do Porto do MP, o arguido era agente da PSP adstrito ao programa 'Escola Segura' e a vítima dos crimes foi uma aluna de uma escola do Porto.

Segundo concluiu o tribunal de Penafiel, resultou provado que o arguido, "de novembro de 2012 até setembro de 2013, manteve por várias vezes trato sexual” com uma aluna de escola do Porto, da sua área de atuação, nascida 1999, "que conhecera no exercício das referidas funções".

Ainda segundo o MP, "o arguido instou a referida aluna a enviar-lhe digitalmente fotos suas nua ou em roupa interior, em poses sexuais” a que esta acedeu, enviando-lhe as fotografias que o arguido guardou em arquivo digital.

O arguido foi condenado por 11 crimes de abuso sexual de crianças, cinco crimes de atos sexuais com adolescentes e dois crimes de pornografia de menores.