A PSP anunciou esta segunda-feira que fez 4.077 detenções, incluindo 1.288 por condução com excesso de álcool e 526 por tráfico de droga, durante a operação Verão Seguro, que decorreu entre 15 de junho e 15 de setembro.

De acordo com dados provisórios divulgados esta segunda-feira, a operação Verão Seguro, de âmbito nacional, resultou em 5.267 operações (média de 59 por dia), envolvendo mais de 35 mil polícias e mais de 10 mil viaturas.

Das 4.077 detenções contabilizadas (média de 15 por dia), a PSP destaca 1.288 por condução com excesso de álcool no sangue, 502 por falta da habilitação legal para conduzir, 28 por roubo, 273 por furto, 526 por tráfico de droga, 1.010 por posse ilegal de arma, 824 mandados de detenção e 43 por situação irregular em território nacional.

A PSP apreendeu ainda 617 viaturas, 553 armas (das quais 274 de fogo), 1.840 documentos e 267.619 doses individuais de droga.

Quanto à sinistralidade rodoviária, a PSP registou 14.951 acidentes, dos quais resultaram 28 vítimas mortais, 175 feridos graves e 4.439 feridos ligeiros.

A operação levou à fiscalização de 217.294 viaturas, tendo sido testados 70.472 condutores.

A PSP detetou, em igual período, 50.327 infrações de trânsito, incluindo 15.934 excessos de velocidade detetados por radar, 731 faltas de seguro, 1.023 faltas de cinto de segurança, 1.878 por condução fazendo uso ilegal de telemóvel e 866 infrações por falta de sistema de retenção para crianças.

Ainda no decurso dos programas especiais para a época de verão, a PSP contabilizou 3.277 residências vigiadas no âmbito do Chave Direta (apenas um caso de furto registado) e cerca de 76 mil pedidos de pulseiras do programa "Estou Aqui" para crianças.