A PSP do Barreiro deteve dois homens, de 28 e 33 anos, suspeitos do atropelamento de uma mulher de 70 anos, que acabou por morrer, naquela cidade, foi hoje anunciado.

Inicialmente, a PSP tinha dado conta de que tinha sido detido apenas o condutor da viatura, mas hoje avançou que estava outro homem no carro.

Ambos são suspeitos de homicídio, por omissão de auxílio, posse de arma proibida e imigração ilegal, indicou a polícia.

Segundo um comunicado da PSP, os dois detidos são suspeitos de terem atropelado mortalmente a mulher de 70 anos, cerca das 21:45 de domingo, e de terem fugido do local sem prestar auxílio à vítima.

Os dois homens detidos, de nacionalidade estrangeira e um deles em situação ilegal no país, terão estado envolvidos num outro incidente que ocorreu poucas horas antes, cerca da 01:40 de domingo, num estabelecimento de diversão noturna do Barreiro.

De acordo com a PSP, um dos detidos terá efetuado um disparo de arma de fogo na direção de um grupo de pessoas que se encontrava à porta do estabelecimento, depois de ambos terem sido convidados a sair, alegadamente, por terem estado envolvidos em desacatos. Quando a PSP chegou ao local, os dois homens já se tinham colocado em fuga.

Pouco depois do atropelamento mortal, a PSP acabou por deter os suspeitos na sequência de um outro incidente, num estabelecimento de restauração.

Os elementos da corporação que se deslocaram para o local detiveram os dois homens, um dos quais se encontrava escondido debaixo de uma viatura.

Após buscas domiciliárias, a PSP acabou por localizar e apreender a viatura que terá atropelado a septuagenária, pelo que, os dois homens detidos estão indiciados, entre outros, da prática de um crime de homicídio.

Os dois detidos deverão ser ainda hoje presentes a primeiro interrogatório judicial para aplicação de eventuais medidas de coação.