A PSP instaurou 1.848 processos disciplinares a polícias em 2013, mais 155 do que no ano anterior, indica um documento oficial daquela força de segurança.

O balanço social da PSP de 2013, publicado na página da Interna da Polícia de Segurança Pública, refere que foram instaurados 1.848 processos disciplinares no ano passado, a que se juntam os 3.318 que transitaram de 2012 para 2013, totalizando 5.166.

Segundo a PSP, para este ano transitaram 3.250 processos.

No total foram decididos 1.916 processos em 2013, dos quais 1.469 (76,6%) foram arquivados, 285 (14,8%) resultaram em multa, 93 (4,8%) em repreensões escritas, 52 (2,7%) em suspensões e 17 (0,8%) em demissões.

O documento refere também que os polícias faltaram ao serviço 1.800 dias por estarem a cumprir penas disciplinares, dos quais 78 eram chefes e 1.722 agentes.

O balanço social da PSP de 2013, só agora divulgado, indica igualmente que 20,19 por cento do efetivo tem entre 35 e os 39 anos, 17,25% tem entre os 45 e os 49 anos, 17,13% entre os 40 e os 44 anos e 14,89% entre os 50 e os 54 anos.

No escalão etário entre os 25 e os 29 anos está 9,93% do efetivo e 12,14 por cento dos polícias têm entre os 30 e os 34 anos.

«O envelhecimento da pirâmide etária é um tema crucial, dado o grau de desempenho físico e intelectual necessário aos operacionais da PSP. A importância deste fator é ainda mais crítica, em virtude da natureza da ação policial onde o grau de perigosidade e, por consequência a necessária e intensa capacidade vígil, associada a um regime de rotatividade de turnos, tem associado um agravamento do grau de penosidade desta atividade, que não se compadece com a falta de frescor físico», refere a PSP.

A Polícia sublinha também que «ao profissional de polícia é exigido um razoável grau de destreza, capacidade e resistência, físicas, durante toda a sua vida ativa».

A PSP tinha, no final de 2013, um efetivo de 21.825, menos 428 do que em 2012, sendo as carreiras de agente e chefe as que perderam mais elementos, 71 e 344 respetivamente.

Já a carreira de oficial viu o seu efetivo aumentar em 16 no ano passado.

Em 2013, saíram da PSP 558 elementos nomeados ou em comissão de serviço e 418 para a reforma ou aposentação.