Adalberto Campos Fernandes. É este o nome escolhido por António Costa para assumir a pasta da Saúde. 

Médico especialista em saúde pública, Adalberto Campos Fernandes foi coordenador do grupo de trabalho de Saúde do PS e tem tido uma carreira ligada à gestão dos hospitais portugueses.

Foi ainda responsável em 2005 pela grande reestruturação no Hospital Santa Maria e, enquanto administrador deste hospital, foi alvo de ameaças de morte denunciadas pelo ministro da Saúde Correia de Campos.

Em 2007 passou a acumular as funções de presidente dos Conselhos de Administração do Santa Maria e do hospital Pulido Valente, sendo o responsável pelo processo de integração dos dois hospitais no Centro Hospitalar Lisboa Norte.

É presidente do SAMS (Serviço de Assistência Médico-Social dos Trabalhadores da Banca) desde 2013 e professor da Escola Nacional de Saúde Pública na Universidade Nova de Lisboa. 

O coordenador do grupo de trabalho de Saúde do PS falou há pouco tempo sobre os desafios para a próxima legislatura dizendo que urge uma «verdadeira reforma do sector do medicamento» que resolvesse o problema das comparticipações e da inovação terapêutica dizendo mesmo que essa é a bomba com que o novo executivo terá de lidar.