Álvaro Beleza, médico e antigo membro da direção do Partido Socialista (PS), vai candidatar-se a bastonário da Ordem dos Médicos.  O anúncio foi feito pelo próprio na sua página no Facebook.

Após prolongada reflexão e muitas conversas com vários colegas, decidi apresentar a minha candidatura a bastonário da OM nas próximas eleições em janeiro”, refere Beleza, que dirige o Serviço de Sangue do Hospital de Santa Maria, em Lisboa.

E no mesmo post, continua a argumentar que uma das motivações para a apresentação da candidatura é o fato do “amigo e nosso bastonário” decidir “não se candidatar!”, numa referência ao atual bastonário Manuel Silva.

Mas candidato-me, principalmente, porque dada a situação dramática e indigna de muitos, nomeadamente, os mais novos mas também os seniores, acho que tenho as condições e aptidões para modernizar a Ordem, para se tornar uma instituição do séc XXI, próxima de todos e cada um, e não apenas uma organização burocrática para onde pagamos quotas caríssimas”, acrescenta o candidato a bastonário no post publicado no Facebbok.

Por outro lado a Ordem deve ser “a entidade certificadora da qualidade dos serviços de saúde públicos ou privados, só ganhando credibilidade pública e reconhecimento na opinião pública se provarmos que mantemos os valores de Hipócrates: tolerância e cuidadores de todos os que necessitam. Mas, ao mesmo tempo, estarmos no nível de excelência de muitos dos serviços de saúde de Portugal”, refere ainda na mesma nota no Facebook.

Depois de vários argumentos pelos quais decidiu candidatar-se, Beleza conclui: “Por último dizer-vos que o faço sobretudo pelos mais jovens que estão pior do que nós quando iniciamos nossa vida clinica! Acho revoltante e indigno o que se passa!"

O programa do candidato será divulgado “oportunamente” mas “desde já vos digo mais que papéis, o meu programa sou eu próprio, com as minhas qualidades e defeitos e, sobretudo, fala por mim o trabalho que fiz ao longo da minha vida".