A Proteção Civil registou 297 ocorrências relacionadas com o mau tempo entre as 06:00 de sexta-feira e as 12:30 deste sábado, com maior incidência no distrito de Viseu.

Envie fotos e vídeos para EUVI.

Quedas de árvores, deslizamentos de terra, inundações, algumas quedas de estruturas e “muitas limpezas de via” foram as situações que mais ocuparam os profissionais no terreno, disse à agência Lusa fonte da Autoridade Nacional de Proteção Civil.

Foram contabilizadas por esta estrutura 48 ocorrências no distrito de Viseu, 40 em Coimbra, 38 no Porto, Aveiro com 21 e Lisboa com 20.

Segundo a mesma fonte, a situação está calma, havendo apenas alguns congestionamentos de trânsito nos pontos mais altos, devido à neve.

Acessos cortados às serras da Estrela, Caramulo e Montemuro

As estradas de acesso às zonas mais elevadas das serras da Estrela, no distrito de Castelo Branco, e do Caramulo e de Montemuro, no distrito de Viseu, estão cortadas devido à neve.

Várias estradas que atravessam o maciço central da Serra da Estrela, que começaram a ser encerradas na manhã de sexta-feira, continuam hoje encerradas, devido à queda de neve, disse à agência Lusa, fonte do Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS) de Castelo Branco.

Na Serra da Estrela, a neve está a impedir a circulação automóvel designadamente nas estradas nacionais (EN) 231, na região de Seia, e 232 – que liga Mangualde (distrito de Viseu) a Belmonte (Castelo Branco), por Gouveia e Manteigas (Guarda) – nas zonas das Penhas Douradas, Sabugueiro e Gouveia.

Também a EN 338, que atravessa o maciço central da Serra da Estrela, está cortada entre Sabugueiro e Penhas da Saúde, tal como a EN 339, na zona da Covilhã e do Sabugueiro.

Na serras do Caramulo e de Montemuro, no distrito de Viseu, “tem nevado muito” nas últimas horas, estando fechadas à circulação automóvel uma dezena de estradas, a maior parte das quais municipais, designadamente nos concelhos de Resende, Cinfães, Castro Daire e Tondela.

No distrito de Viseu continuam encerradas as estradas nacionais 321, que liga Cinfães a Castro Daire, e 230 na zona de Tondela, disse à Lusa fonte do CDOS de Viseu.

Centenas de alunos de escolas dos concelhos de Castro Daire, Cinfães e Resende regressaram mais cedo a casa na sexta-feira, devido à queda de neve, em aldeias como Gralheira, Ramires, Alhões e Bustelo, na serra do Montemuro, cujas vias de acesso se mantém hoje intransitáveis.

A circulação nas autoestradas do Interior Norte (A24), que liga Viseu a Chaves, e das Beiras Litoral e Alta (A25), que liga Aveiro a Vilar Formoso, por Viseu e Guarda, também está a ser parcialmente afetada pela neve nalguns troços, onde estão a operar limpa neves, mas sem implicar o corte do trânsito, disse à Lusa fonte do CDOS de Viseu.

Várias estradas municipais que atravessam as zonas mais elevadas da serra da Lousã, nos distritos de Coimbra e Leiria, também estão encerradas, mas “não há povoações isoladas”, adiantou fonte do CDOS de Coimbra.

A estrada entre Pedrógão Grande e Castanheira de Pera (EN 236), no norte do distrito de Leiria, também está interdita ao trânsito por causa da neve, tal como a EN 351, no Alto de Isna, no concelho de Oleiros (distrito de Castelo Branco).